Seja bem vindo ao meu blog, Deixe seu recado e opinião ;)
RSS

31 de janeiro de 2008

Saudades

"Não sei se saudade tem cor.
Dizem que sim.
O que sei é que ela tem forma, tem gosto, tem cheiro e peso também.
E, acreditem, ela tem “asas”!!!

Se não, como nos transportaria
tantas vezes a lugares tão distantes?
E sei ainda que ela se agiganta quando mais tentamos diminuí-la.
Sei que ela dói de dor intensa
e sem remédio.
Se não fosse ela, não sei se teríamos
consciência do tamanho da importância das pessoas prá gente.
Quando amamos
alguém, a saudade já chega por antecipação, sorrateira, disfarçada de algo que não conseguimos decifrar"
(Letícia Thompsom)
A vida é um fim em si mesmo. Ela não é um meio de se chegar a um fim, ela é um fim por si só. O pássaro em pleno vôo, a rosa ao vento, o sol nascendo pela manhã, as estrelas à noite, um homem apaixonando-se por uma mulher, uma criança brincando na rua... Não existe propósito algum. A vida é simplesmente usufruir dela, deleitar-se com ela. A energia está transbordando, fluindo, sem absolutamente propósito algum.
(Osho - do livro: Faça o seu coração vibrar. Tradução:Denny Zuca)


Sei que fiquei ausente por algum tempo e peço desculpas por não fazer visitas e postando diariamente como antes, mas pretendo em breve voltar a visitar meus amigos queridos, quero também agradecer pelo prêmio do Blog Alucinógeno concedido pelo Mutumutum.

"
Aquele blog que você visita te faz viajar pelo universo alucinógeno da imaginação? Te deixa doidão? É o maior barato? Você lê uma postagem e começa a sentir excitação, euforia, taquicardia e, ainda, fica com os olhos vermelhos, a boca seca e sofrendo algumas alucinações (resultado de horas e horas passadas em frente ao computador) por causa disso? Pra piorar, o dito blog ainda vicia à beça, e você sempre precisa voltar pra dar aquela “tragadinha” básica nas postagens??? Enfim, é um blog que te proporciona viagens alucinógenas? "

Vou passar o prêmio para:
Pena / Luma / Oscar / Renatinha / Nil Brito

Beijinhos

18 de janeiro de 2008

O TEMPO QUE NÃO SE PERDEU

Não se contam as ilusões
nem as compreensões amargas,
não há medida para contar
o que não podia acontecer-nos,
o que nos rondou como besouro
sem que tivéssemos percebido
do que estávamos perdendo.

Perder até perder a vida
é viver a vida e a morte
não são coisas passageiras
mas sim constantes, evidentes,
a continuidade do vazio,
o silêncio em que cai tudo
e por fim nós mesmos caímos.

Ai! o que esteve tão cerca
sem que pudéssemos saber.
Ai! o que não podia ser
quando talvez podia ser.

Tantas asas circunvoaram
as montanhas da tristeza
e tantas rodas sacudiram
a estrada do destino
que já não há nada a perder.

Terminaram-se os lamentos.

(Pablo Neruda - tradução de Olga Savary)

13 de janeiro de 2008

É URGENTE O AMOR

A Luz que a chama me prende
No caminho rude que meus pés me levam
E que meus olhos alcançam distâncias...
Mesmo no insólito, continuo resistindo

As notícias chegadas de todo o canto da terra
Ao encontro implacável do homem com a natureza
O sopro frio do vento, enrijecendo os caracteres
No perfil duro e fixo de cada ser

Milhares de lágrimas repartidas em cada pálpebra...
É urgente e necessário que se combata o mal
É tempo de solidarizar e construir o bem
Ainda é tempo de inventar o Amor.

(Ana Júlia Monteiro Macedo Sança - poetisa portuguesa)

Recebi este poema de meu amigo Antônio Carlos , confesso que não conhecia a autora mas agora procurarei mais textos da mesma pois achei este poema muito lindo.

12 de janeiro de 2008

"O Amor é como as estações do metrô da Av. Paulista - começa no paraíso e termina na consolação."
Xico Sá
(fonte revista Seleções Reader's Digest)

9 de janeiro de 2008

" Se há um Deus, que nos criou, então de uma certa forma somos artificiais aos seus olhos. Falamos besteiras, discutimos e brigamos entre nós. Depois nos separamos e morremos (...)Somos super inteligentes: sabemos construir bombas atômicas e foguetes para ir a lua. Mas nenhum de nós se pergunta de onde veio. A gente simplesmente se contenta em estar por aqui, dividindo com os outros este espaço."
Jostein Gaarder -
"O dia do Curinga"

7 de janeiro de 2008

Um Dia

Um dia a maioria de nós irá se separar. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, as descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos...

Saudades até dos momentos de lágrima, da angústia, das vésperas de finais de semana, de finais de ano, enfim... do companheirismo vivido... Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre...

Hoje não tenho mais tanta certeza disso. Em breve cada um vai pra seu lado, seja pelo destino, ou por algum desentendimento, segue a sua vida, talvez continuemos a nos encontrar, quem sabe... nos e-mails trocados...

Podemos nos telefonar... conversar algumas bobagens. Aí os dias vão passar... meses... anos... até este contato tornar-se cada vez mais raro. Vamos nos perder no tempo...

Um dia nossos filhos verão aquelas fotografias e perguntarão: Quem são aquelas pessoas? Diremos que eram nossos amigos. E... isso vai doer tanto!!! Foram meus amigos, foi com eles que vivi os melhores anos de minha vida!

A saudade vai apertar bem dentro do peito. Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente... Quando o nosso grupo estiver incompleto... nos reuniremos para um último adeus de um amigo. E entre lágrima nos abraçaremos...

Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado... E nos perderemos no tempo...

Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades...
Autoria atribuída a Fernando Pessoa

Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!
Vinícius de Moraes
"Imaginem a bandeira do Brasil. O azul representa o céu, o verde representa as matas, e o amarelo o ouro. O ouro já foi roubado e as matas estão quase se indo. No dia em que roubarem nosso céu, ficaremos sem bandeira."

Ainda bem que temos aquela faixa onde está escrito "Ordem e progresso".

(Desconheço a autoria)

6 de janeiro de 2008

TEMPO CERTO

(Por Paulo Coelho)

De uma coisa podemos ter certeza:
De nada adianta querer apressar as coisas;
tudo vem ao seu tempo,
dentro do prazo que lhe foi previsto,
mas a natureza humana não é muito paciente.
Temos pressa em tudo,
aí acontecem os atropelos do destino,
aquela situação que você mesmo provoca
por pura ansiedade de não aguardar o Tempo Certo.
Mas alguém poderia dizer:
Mas qual é esse tempo certo???
Bom, basta observar os sinais...
Quando alguma coisa está para acontecer
ou chegar até sua vida,
pequenas manifestações do cotidiano,
enviarão sinais indicando o caminho certo.
Pode ser a palavra de um Amigo,
um texto lido, uma observação qualquer;
mas com certeza,
o sincronismo se encarregará de colocar você
no lugar certo, na hora certa, no momento certo,
diante da situação ou da pessoa certa!!!
Basta você acreditar que
Nada Acontece Por Acaso!!!
E talvez seja por isso que você esteja agora lendo essas linhas...
Tente observar melhor o que está a sua volta.
Com certeza alguns desses sinais já estão por perto,
e você nem os notou ainda.
Lembre-se que:
O universo sempre conspira a seu favor,
quando você possui um objetivo claro
e uma disponibilidade de crescimento.
"Você já abriu seus braços e girou bem rápido?
Assim é o amor. Ele faz o seu coração acelerar. Vira o mundo de cabeça pra baixo. Mas se você não tiver cuidado... se você não mantiver os olhos em algo parado, você pode perder o equilibrio. Você pode não ver o que está acontecendo com as pessoas ao seu redor. Você não verá que está prestes a cair."
(Gilly Owens - personagem de Nicole Kidman em Da Magia à Sedução)

5 de janeiro de 2008

Olá Amigos e leitores do blog

Começou um novo ano e muitos estão voltando de suas viagens felizes, com novas esperanças, renovados. Outros voltam com tristezas devido imprudências de quem quis se divertir de mais e causou alguma trágedia ou acidente. Outros estão aprensivos com as medidas que o governo irá tomar após o cancelamento da CPMF.
Eu também estou voltando ao meu blog de uma viagem interior, pois tomei esses dias passados para meditar muito na minha vida, família, trabalho. Estava um tanto confusa com algumas atitudes que tomei no decorrer da minha vida. Não há nada melhor do que a meditação!
Vamos então começar um novo ano, espalhar amor, carinho, fazer novas amizades, deixar nossa criatividade fluir. Vamos correr atrás de nossos sonhos, salvar o planeta, ajudar quem precisa e nos tornarmos cada vez mais pessoas melhores... Vamos encontrar, cultivar, fazer crescer e espalhar essa felicidade que todos almejamos intensamente.
Beijos e bom fim de semana.

Tags Autores e Temas

Ailin Aleixo (1) Albert Einsten (2) Álvaro de Campos (1) Amizade (28) Amor (80) amor próprio (6) André Compte-Sponville (1) Animais (4) Antoine de Saint-Exupéry (1) Ariano Suassuna (1) Arjuna Baptiston (1) Arquivo Pessoal (28) Arthur Schopenhauer (2) atitude (10) Augusto Cury (1) Autor desconhecido - A.D. (10) Awards (2) Beatriz Brum (1) Bob Marley (2) Buda (1) Caio F. Abreu (2) Carinho (1) Carlos Drummond de Andrade (11) Cazuza (1) Cecília Meireles (5) Charlie Brown Jr (1) Chico Buarque (1) Ciumes (1) Clarice Lispector (6) Clarisse Correa (1) Colleen Houck (1) coração (2) Crescer (1) Dalai-Lama (3) dieta (1) dificuldades (3) Diversos (48) Dom Helder Câmara (1) Drogas (2) Educação (2) Escolhas (1) etnia (1) Eu me chamo Antonio (2) Família (5) Felicidade (17) Fernanda Mello (1) Fernando Pessoa (12) Filmes (3) Foto mensagem (5) Frases (74) futuro (5) Gabriel Silva (1) Gandhi (3) Haroldo de Campos (1) Hermann Hesse (1) Humanidade (12) Humor (27) Isadora Lustosa (1) Kelly Clarkson (1) Kid Cudi (1) Leo Buscaglia (1) Luis Carlos Lisboa (1) Luis Fernando Veríssimo (2) Luiz Pondé (1) Machado de Assis (1) Mafalda (1) Malala Yousafzai (1) Marcos Donizetti (1) Marilyn Monroe (1) Mario Quintana (16) Martha Medeiros (3) medo (1) Michel Melamed (1) Millôr Fernandes (1) Mulher (20) Música (17) Natureza (11) Oscar Wilde (1) Osho (3) Pablo Neruda (4) Padre Fábio de Melo (2) Paulo Coelho (6) Paz (3) PC Siqueira (1) Placas (2) Poemas (20) Política (1) Positividade (7) Provérbios (19) Quadrinhos (4) realidade (1) Reflexões (61) Relacionamentos (10) Religiosas (19) Renato Russo (1) Ruas (2) Sabedoria (9) São Paulo (1) Sapatos (1) Saudades / Ausência (17) Ser louco (4) Shakespeare (5) Slash (1) Snoop (1) Sofrer (12) Solidão (6) sonhos (1) Stendhal (1) Stephen Hawking (1) superação (8) Televisão (2) Tempo (6) Thomas Huxley (1) Victor Hugo (4) Vida (36) Vingança (1) Vinicius de Moraes (14) William Blake (1) Winston Churchill (1)