Seja bem vindo ao meu blog, Deixe seu recado e opinião ;)
RSS

14 de abril de 2008


Quando fazemos tudo para que nos amem e não conseguimos, resta-nos um último recurso: não fazer mais nada.
Por isso, digo, quando não obtivermos o amor, o afeto ou a ternura que havíamos solicitado, melhor será desistirmos e procurar mais adiante os sentimentos que nos negaram.
Não fazer esforços inúteis, pois o amor nasce, ou não, espontaneamente, mas nunca por força de imposição.
Às vezes, é inútil esforçar-se demais, nada se consegue; outras vezes, nada damos e o amor se rende aos nossos pés.

Os sentimentos são sempre uma surpresa.

Nunca foram uma caridade mendigada, uma compaixão ou um favor concedido.
Quase sempre amamos a quem nos ama mal, e desprezamos quem melhor nos quer.
Assim, repito, quando tivermos feito tudo para conseguir um amor, e falhado, resta-nos um só caminho... o de mais nada fazer.

Clarice Lispector

4 comentários:

Anônimo disse...

Olá,
Obrigada pelas palavras e pelo carinho da visita e parabéns pelo blog mto lindo!!!
bjus e ótima semana*

Pena disse...

Princesinha linda "Luciana":
Numa pessoa linda e jovem admira-me a sua tristeza.
Foi alguma coisa que aconteceu consigo?
Algum procedimento menos correcto?
Insensato ou de ofensa?
Não! Olhe, não pense assim. Tem um maravilhoso mundo lá fora só para si e para a sua ternura.
Não desanime, por favor, dessa maneira, sim?
Está bem consigo própria? Isso é importante.
Gostei do seu comentário que foi um presente lindo. OBRIGADO!
Sempre que me visita encanta.
Não me deixe preocupado, sim?
Olhe, beijinhos amigos de respeito e de admiração pelo ser humano fantástico que deve ser. OBRIGADO pelo presente. A sua presença.

Está melhor? Força!
Onde está a doce música que tinha aqui no seu deslumbrante blog?
Ficava sempre deliciado, lembra-se?

Com grandiosa estima

pena

As partes interessadas disse...

é uma verdade o que ela diz... mas é tão triste se chegar a essa conclusão!

Áurea disse...

Olá Lu,
Que reflexão! É uma verdade, mas realmente não agrada, principalmente quando amamos e não somos correspondidos. Dói né! Já doeu muito antes de eu conhecer meu Xuxu, minha surpresa e presente de Deus!
Mas minha Miguinha, você me perguntou sobre animações em flash para seu blog. Realmente não sei muito sobre flash, se você tentou colocar o código numa widget html e não deu certo, não sei o que deve fazer! Vou ficar te devendo esta! Desculpe!
Tenha uma ótima semana!
Bjks,

Postar um comentário

Tags Autores e Temas

Ailin Aleixo (1) Albert Einsten (2) Álvaro de Campos (1) Amizade (28) Amor (80) amor próprio (6) André Compte-Sponville (1) Animais (4) Antoine de Saint-Exupéry (1) Ariano Suassuna (1) Arjuna Baptiston (1) Arquivo Pessoal (28) Arthur Schopenhauer (2) atitude (10) Augusto Cury (1) Autor desconhecido - A.D. (10) Awards (2) Beatriz Brum (1) Bob Marley (2) Buda (1) Caio F. Abreu (2) Carinho (1) Carlos Drummond de Andrade (11) Cazuza (1) Cecília Meireles (5) Charlie Brown Jr (1) Chico Buarque (1) Ciumes (1) Clarice Lispector (6) Clarisse Correa (1) Colleen Houck (1) coração (2) Crescer (1) Dalai-Lama (3) dieta (1) dificuldades (3) Diversos (48) Dom Helder Câmara (1) Drogas (2) Educação (2) Escolhas (1) etnia (1) Eu me chamo Antonio (2) Família (5) Felicidade (17) Fernanda Mello (1) Fernando Pessoa (12) Filmes (3) Foto mensagem (5) Frases (74) futuro (5) Gabriel Silva (1) Gandhi (3) Haroldo de Campos (1) Hermann Hesse (1) Humanidade (12) Humor (27) Isadora Lustosa (1) Kelly Clarkson (1) Kid Cudi (1) Leo Buscaglia (1) Luis Carlos Lisboa (1) Luis Fernando Veríssimo (2) Luiz Pondé (1) Machado de Assis (1) Mafalda (1) Malala Yousafzai (1) Marcos Donizetti (1) Marilyn Monroe (1) Mario Quintana (16) Martha Medeiros (3) medo (1) Michel Melamed (1) Millôr Fernandes (1) Mulher (20) Música (17) Natureza (11) Oscar Wilde (1) Osho (3) Pablo Neruda (4) Padre Fábio de Melo (2) Paulo Coelho (6) Paz (3) PC Siqueira (1) Placas (2) Poemas (20) Política (1) Positividade (7) Provérbios (19) Quadrinhos (4) realidade (1) Reflexões (61) Relacionamentos (10) Religiosas (19) Renato Russo (1) Ruas (2) Sabedoria (9) São Paulo (1) Sapatos (1) Saudades / Ausência (17) Ser louco (4) Shakespeare (5) Slash (1) Snoop (1) Sofrer (12) Solidão (6) sonhos (1) Stendhal (1) Stephen Hawking (1) superação (8) Televisão (2) Tempo (6) Thomas Huxley (1) Victor Hugo (4) Vida (36) Vingança (1) Vinicius de Moraes (14) William Blake (1) Winston Churchill (1)