Seja bem vindo ao meu blog, Deixe seu recado e opinião ;)
RSS

4 de julho de 2007

Um velho avião cortava o céu e, lá em baixo, o rio Araguaia seco aparecia salpicado de ilhotas.
De repente a pressão de óleo começou a baixar e o piloto resolveu pousar no primeiro lugar que apareceu.
Ele avistou uma ilha de tamanho considerável, imponente, que sobrepujava as outras.
Era o lugar ideal para um pouso.
O piloto conseguiu aterrisar e logo consertou o avião, mas antes de reiniciar a viagem decidiu examinar aquele belo lugar, visível apenas na época de seca do rio.
Finalmente ele decolou levando consigo dez pedrinhas, escolhidas a dedo entre milhares que cobriam a ilha.
Elas seria uma recordação daquele lugar fabuloso e, também, um excelente presente para sua filhinha.

O tempo passou e a ilha ficou esquecida, até que um famoso joalheiro, em visita ao piloto, teve sua atenção despertada pelas pedras que serviam de jogo para a menina.
Ao saber da origem delas, informou:
- Pois saiba que estas pedras são preciosas!
E separando uma menor, preta e brilhante, disse: "Isto é um sátelite de diamante, sua filha brinca com uma autentica fortuna.!"
Não é preciso dizer que apartir de então o piloto foi mais constante naquela rota, tudo que ele mais queria era reencontrar sua ilha.
Que ironia! O destino havia lhe colocado nas mãos uma fortuna imensa, talvez tenha sido o homem mais rico da terra naquele quarto de hora em que permaneceu na ilha
mas aquele tesouro imenso, e a sua ilha, existiam agora apenas na imaginação.
O Araguaia sepultava para sempre aquele lugar e nunca mais foi possível localizá-lo.

Todos nós, como aquele piloto, encontraremos (se já não encontramos) uma ilha no vôo de nossas vidas.
Ela conterá também um rico garimpo do amor, e talvez seja mais preciosa do que a ilha encontrada no Araguaia.
Como aquele piloto, pousaremos despreocupados, conheceremos a ilha, que poderá ter o nome doce de uma mulher ou poderá denominar-se juventude, ou talvez seja mesmo uma ilha perdida nas praias do Nordeste.
Mas, se a ilusão e a ânsia por sensações novas nos fizerem decolar, sem ao menos procurarmos guardar o local onde estivemos ou deixar nele uma placa com os dizeres: "Esta ilha é minha", então levaremos somente algumas pedras preciosas, sob a forma de recordações de um beijo, de um carinho, de um mar verde e do vento apagando na areia os nomes escritos num coração.
E quando um joalheiro famoso, conhecido como Sr. tempo nos disser que perdemos um tesouro... voltaremos atras como aquele piloto, mas será tarde, porque como o Araguaia, o passado terá sepultado a nossa ilha.

Ficarão apenas, como lembranças, algumas pedras, a saudade de um nome... de um beijo... de um dia...

0 comentários:

Postar um comentário

Tags Autores e Temas

Ailin Aleixo (1) Albert Einsten (2) Álvaro de Campos (1) Amizade (28) Amor (80) amor próprio (6) André Compte-Sponville (1) Animais (4) Antoine de Saint-Exupéry (1) Ariano Suassuna (1) Arjuna Baptiston (1) Arquivo Pessoal (28) Arthur Schopenhauer (2) atitude (10) Augusto Cury (1) Autor desconhecido - A.D. (10) Awards (2) Beatriz Brum (1) Bob Marley (2) Buda (1) Caio F. Abreu (2) Carinho (1) Carlos Drummond de Andrade (11) Cazuza (1) Cecília Meireles (5) Charlie Brown Jr (1) Chico Buarque (1) Ciumes (1) Clarice Lispector (6) Clarisse Correa (1) Colleen Houck (1) coração (2) Crescer (1) Dalai-Lama (3) dieta (1) dificuldades (3) Diversos (48) Dom Helder Câmara (1) Drogas (2) Educação (2) Escolhas (1) etnia (1) Eu me chamo Antonio (2) Família (5) Felicidade (17) Fernanda Mello (1) Fernando Pessoa (12) Filmes (3) Foto mensagem (5) Frases (74) futuro (5) Gabriel Silva (1) Gandhi (3) Haroldo de Campos (1) Hermann Hesse (1) Humanidade (12) Humor (27) Isadora Lustosa (1) Kelly Clarkson (1) Kid Cudi (1) Leo Buscaglia (1) Luis Carlos Lisboa (1) Luis Fernando Veríssimo (2) Luiz Pondé (1) Machado de Assis (1) Mafalda (1) Malala Yousafzai (1) Marcos Donizetti (1) Marilyn Monroe (1) Mario Quintana (16) Martha Medeiros (3) medo (1) Michel Melamed (1) Millôr Fernandes (1) Mulher (20) Música (17) Natureza (11) Oscar Wilde (1) Osho (3) Pablo Neruda (4) Padre Fábio de Melo (2) Paulo Coelho (6) Paz (3) PC Siqueira (1) Placas (2) Poemas (20) Política (1) Positividade (7) Provérbios (19) Quadrinhos (4) realidade (1) Reflexões (61) Relacionamentos (10) Religiosas (19) Renato Russo (1) Ruas (2) Sabedoria (9) São Paulo (1) Sapatos (1) Saudades / Ausência (17) Ser louco (4) Shakespeare (5) Slash (1) Snoop (1) Sofrer (12) Solidão (6) sonhos (1) Stendhal (1) Stephen Hawking (1) superação (8) Televisão (2) Tempo (6) Thomas Huxley (1) Victor Hugo (4) Vida (36) Vingança (1) Vinicius de Moraes (14) William Blake (1) Winston Churchill (1)